Como o médico pode ganhar mais presença digital?

No artigo anterior, abordei a importância do marketing médico à luz das mudanças do novo código de ética médica.

Hoje, eu trago a você um passo a passo de como começar a ganhar presença digital e conseguir se estruturar melhor no mercado cada vez mais competitivo.

No decorrer do artigo helsekosttilskudd.com, você verá a importância de gerar presença digital em seu trabalho.

Quem você quer como cliente/paciente?

Antes de mais nada, o primeiro passo é definir quem você quer como cliente. Qual a faixa etária do seu paciente? A ideia aqui é você direcionar seus esforços a uma categoria específica de pessoas.

É como uma padaria. Se todos os seus produtos são à base de leite, você não vai direcionar seu marketing a pessoas intolerantes à lactose.

Escolher o perfil do seu cliente é escolher com quem você deseja firmar uma parceria de fidelidade e confiança.

Condição social, estilo de vida. Você precisa ter clareza no decorrer deste processo.

Você não gosta de pacientes que reclamam de preço? Pacientes que só reclamam? Pois é. Agora você pode acabar com isso, de vez, em seu consultório.

É impossível agradar a todo mundo, mas é plenamente possível agradar a quem melhor se encaixa em seu perfil profissional.

Por onde começar?

Dependendo do seu perfil, a escolha da rede social pode influenciar (e muito) nos resultados obtidos.

Se o perfil do seu paciente ideal é voltado a pessoas acima de 40-50 anos, o mais recomendado é manter o foco no Facebook. Pessoas nesta faixa etária tendem a interagir melhor no Facebook.

Se o seu perfil é voltado ao público jovem, o foco é o Instagram.

O YouTube independe de faixa etária, então o foco é sempre o conteúdo. Quando o seu paciente precisa de ajuda, a primeira coisa que ele busca é informação a respeito.

Como o seu paciente realiza essa busca? A resposta é o nome do vídeo/conteúdo que você irá produzir.

Também é de suma importância construir um site. O site do médico é um cartão de visitas poderosíssimo, se bem estruturado. O site deve ter “a cara” do seu paciente ideal.

Se o seu conteúdo é repetitivo, cansativo, ou não agrega valor às pessoas, você está jogando seu tempo no lixo.

Relevância do conteúdo

Quais são os 10 principais problemas do seu público-alvo?

Quando você apresenta os problemas do seu público-alvo, automaticamente subentende-se que você tem a solução dos mesmos.

Conteúdo bem elaborado e original geram muita presença digital e “moral” ao médico.

Pessoas criam laços de autoridade facilmente quando são submetidas a doses de intelectualidade. Se você domina bem certo assunto e, de forma concisa, consegue transmiti-lo às pessoas, parabéns, você já tem a chave do sucesso em suas mãos.

Não adianta ser médico apenas no seu consultório, você precisa ser médico a todo momento da sua vida, se você quer progredir na carreira.

Lá fora há pessoas ávidas pelo seu conhecimento. Use-o!

Estratégia de criação de conteúdo

Com os 10 principais problemas em mãos, vamos ao que interessa. A ideia é você criar um vídeo ou publicação para cada problema. O mais importante é você sempre gerar antecipação sobre o próximo problema.

Fale o quão emocionante será se a pessoa assistir/consumir seu próximo conteúdo sobre aquele problema chato e difícil de se resolver.

Mostre a elas que você pode ajudá-las. Seu público-alvo vai lotar seu consultório se o seu conteúdo tiver valor.

Conhecimento médico é um ativo poderosíssimo. Você tem o poder de mudar vidas, inclusive a sua.

Antecipação faz com que o seu público-alvo sinta vontade em explorar seu conhecimento mais e mais.

Antes de mais nada, seus pacientes precisam de você. Como dito anteriormente, o poder de mudar vidas está em suas mãos!

Gostou do artigo? Compartilhe-o com seus colegas e inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *